sexta-feira, novembro 12, 2004

TAMBÉM TEMOS POR CÁ UM DESSES

B



Sobra o que sobra: a gestão politico –partidária a partir da Câmara, a propaganda ,chamada “imagem”, matéria a que sabemos dedica grande atenção. E depois sobra, aquele misto de acção paternalista , envolvendo clientelas e patrocinato, proximidade e festa popular ,bandas, majoretes e desfile de bombeiros ,inaugurações e foguetes ,boletim com cem fotografias e cartazes de promessas, notáveis agradecidos e sessões solenes ,que é tão típico da forma paroquial como são geridas as autarquias....


---------------------------------------------------------------------------------


Poderia ser deste modo que começaríamos a nova série do blog A TERRA DA LAMPADA, voltando ao seu (dela) Boss, que como estão lembrados, se encontrava desde hà dias a marinar enquanto "bamos ali e já bimos..)como se diz na Terra da Lampada

O que se reproduz acima ,não há ponto por onde duvidar é com nitidez irrepreensível , um retrato fiel da acção populista ,vazia , oca , despesista e chocarreira , do Boss cá da parvónia.

Não é nossa autoria, contudo :importámo-lo , subscrevendo-o inteiramente :

O que se reproduz acima é o retrato que Pacheco Pereira faz do populista SANTANA LOPESpor acaso –e só por isso , acrescentamos nós - , Primeiro Ministro deste Pais que se espraia por esse mar abaixo.

Tínhamos anteriormente no blog O Retrato, de 16 Outubro pp ,usado as palavras do EÇA para descrever com exactidão uma sociedade de outros tempos mas, sublinhámos então , pouco ou nada diferente da actual.


P.P. traz-nos agora ,outra leitura de uma outra realidade , um retrato dos novos “grandes orientadores do povo “ , que como se vê , tem pelo Pais fora já espalhadas, fiéis fotocópias . ; o que significa que medra no Pais ,a todos os níveis , este tipo de figuras patéticas Do Portugal de hoje , cultivando sem qualquer réstia de decoro o seu EGO , de horrível prepotência e iniquidade ,enormidade doentia , que terá consequências futuras terríveis, só palpáveis , quando “encerrarmos para balanço” e nos apercebermos, então, do mal que produziram à sociedade vitima da sua descabelada acção



O que P.P. nos quer mostrar é que continua actual o Principio de Peter (já anteriormente referido por nós ) que enuncia que cada um tem limites claros a partir dos quais se torna incompetente ,mesmo que anteriormente tenha mostrado suficiente capacidade para o desempenho de tarefas menos responsáveis.
E que só é inteligente aquele que reconhece a tempo esse limite e se deixa ficar por antes dele ; é nesse caso , reconhecidamente, “um” capaz ...O que não sucede se o exceder. Passa a alimária
De bestial a besta....

ALADINO ...